Como Construir um Barco com Casca de Arvore

hufan Africa, De Joanesburgo A Bilibiza, Faça Você Mesmo, Moçambique, Moçambique 2015, Não categorizado, Viagens Leave a Comment

Depois de esperar por muito tempo na frente da casa do nosso amigo Damião, finalmente ele retorna com um grupo de homens que vão carregado dois pedaços grandes de casca de arvore sobre suas cabeças. Já estiveram  no mato do manhã procurando por este material.
Estamos na época das chuvas e os causes dos os rios que são tipicamente tão secos que pode se caminhar sobre eles, agora estão inundado com água; e como as pessoas aqui em BIlibiza dependem da agricultura, agora eles têm que atravessar o rio para chegar a seus campos. Damião diz-nos que os rios não são tão profundos e que é possível atravessá-los si saber nadar, mas também a possibilidade de encontrar crocodilos que perderam seu caminho e são presos na região. Normalmente, estes animais ficam no rio mais grande chamado Montepuez, mas às vezes alguns acabam aqui. Dada esta razão que pode se ver uma pessoa que perdeu um membro do corpo devido a um ataque de crocodilo.
Então, o que as pessoas fazem para evitar este problema, é construir barcos que duram pelo menos até o fim da temporada de chuvas.
Primeiro, eles recolhem a casca da árvore em uma tarefa que deve ser feita com muito cuidado. Em seguida, abrem alguns buracos nos lados da casca, que servem para introduzir uns bastões de madeira de 1,50 metros de longo para manter a casca em forma de canal aberto. Isso seria a medida de um barco médio. Depois raspam a superfície em ambos lados e as duas extremidades da corteza a fim de torná-lo mais fino e mais fácil de moldar. Quando isso e feito, em seguida colocam se as pontas do futuro navio em chamas, para fazer a casca mais elástica e conseguir dobrar estas dicas para dar a forma final.  Etão se cose com folhas de palma e cravos feitos de bambu. O último passo é dar a construção mais estabilidade cruzando varas de bambu no ancho do barco.
É um projeto de aparência simples, mas serve para o propósito de ajudar a aldeia inteira para atravessar o rio com segurança. Lá  tem sempre um ou duos rapazes à espera de passageiros para conduzi-los de um lado para o outro. Damião nos diz que eles não recebem dinheiro por fazer esta tarefa, mas no final da temporada, quando os agricultores recolhem a colheita dão para eles uma parte em recompensa por seu trabalho…
E de quem são estes barcos? Aparentemente eles são construídos por qualquer pessoa e usados em toda a Comunidade. Em termos gerais, todos podem ajudar a construí-los e toda a gente usa-lhes. Ninguém no grupo tem a propriedade. Certamente, não é nada de especial, porque todo mundo sabe como construir um barco, mesmo que sabem como construir uma casa, como semear e como construir sua própria cama…
O que podemos ensinar para eles? precisam eles realmente aprender alguma coisa? Quem podem eles nos ensinar?…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *